Facebook: É viável criar um perfil e migrar para uma fan page?

Na teoria, de acordo com as diretrizes do Facebook, uma empresa NÃO PODE criar um perfil, obrigatoriamente as empresas tem criar uma Fan Page (páginas feitas para empresas), empresas que criam perfis, correm o risco de serem denunciadas (pelos próprios usuários) e o perfil é bloqueado.

Apesar de ser uma prática proibida, é comum que pequenas empresas criem perfis no Facebook ou invés da criação de fan pages, em alguns casos o perfil é criado pelo proprietário por não conhecer a existência das fan pages, mas em muitos casos o dono prefere utilizar o perfil, pois essas são mais fáceis de atingir um número alto de fãs.

Para saber mais sobre as diferenças entre perfis e fan pages leia esse artigo

Eu concordo que é mais fácil crescer de forma “orgânica” com um perfil do que com uma fan page. O perfil tem a vantagem de poder adicionar as pessoas a sua marca e parece que as pessoas tem mais facilidade em “adicionar como amigo” do que em curtir. Realmente no perfil existe a essa facilidade, porém a qualidade do “seguidor” é bem pior. Quando você “adicionar amigos” ao perfil da sua empresa você não utiliza um critério, em muitos casos essas empresas são adicionadas por outras empresas e nas quais o único interesse é publicar o seu próprio conteúdo, já em uma fan page você conquistou o like e a confiança daquele fã e provavelmente terá mais engajamento.

Em uma fan page você conquistou o like e a confiança daquele fã e provavelmente terá mais engajamento.

Há também a “estratégia” de criar um perfil e adicionar 5.000 amigos (limite do perfil) para migrar para uma fan page, porém quando uma empresa resolve adotar essa estratégia ela pode ter uma série de desvantagens entre elas:

  • Nome inadequado: O Facebook bloqueia automaticamente o uso de algumas palavras na criação de um nome no perfil, como por exemplo, bar, loja, restaurante, entre outras e não permite uma mudança grande mudança no nome quando a página for migrada, sendo assim a fan page não terá o nome mais adequado.
  • EdgeRank 0: Nem todas as postagens de amigos ou empresas aparece no seu feed de notícias, isso porque o Facebook tem um filtro chamado EdgeRank sem ele, a organização ficaria muito confusa, com mensagens dos mais diferentes tipos e altamente frequentes, quanto maior o EdgeRank maior será a frequência de postagens exibidos, quando migrado um perfil para fan page o alcance das postagens será baixo porque a página terá um EdgeRank 0 para todos os fãs.
  • Check-in: Se você postar com o seu perfil algum conteúdo e marcar o local e tiver curtido aquela página, o Facebook entende que aquela página é mais relevante pra você e o Facebook e aumenta o seu EdgeRank, porém se empresa resolveu adotar a estratégia do perfil irá perder esses check-in.
  • Estatísticas: Um perfil não tem informações estatísticas e quando migra para uma fan page perde dados que poderiam ser relevantes para sua empresa, por exemplo, informações sobre o crescimento dos seus fan

Mesmo para pequenas empresas o melhor é criar fan pages, pois mesmo sem conhecimentos avançados o proprietário pode acompanhar a evolução através de gráficos simples, já vi perfis com 5.000 “amigos” com uma interação baixíssima no máximo 10 likes por posts, enquanto fan pages menores conseguem mais interação mesmo sem anúncio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *